Compartilhar share
Correia Pinto

Secretaria de Saúde alerta para cuidados com a circulação da Hantovirose

Publicado em 22/09/2022 às 14:27 - Atualizado em 22/09/2022 às 14:27


Créditos: Divulgação Baixar Imagem

Pelo aumento na população de roedores silvestres na Serra Catarinense, a Secretaria de Saúde alerta informa os cuidados necessários para evitar que casos de Hantorivose ocorram no município.

O que é esta doença?

A hantovirose é uma doença transmitida através do AR contaminado pela urina e fezes de ratos silvestres ou até mesmo da mordida destes.

É muito grave e pode levar à morte em apenas 72 horas, se não for tratada o quanti antes.

Quais os sintomas?

Em nosso meio se manifesta como uma síndrome cardiopulmonar. No início, parece mais uma gripe forte. Ocorre febre, dor de cabeça, dor no corpo, tosse seca e falta de ar.

Em alguns casos ocorrere enjoo e diarreia. Os sintomas podem aparecer até 60 dias depois que a pessoa respirou o ar contaminado.

É uma doença mais característica de área rural!

As pessoas que podem se contaminar com mais facilidade são os agricultores, pescadores, trabalhadores em áreas de reflorestamento, pessoas que vivem ou trabalham no campo e que varrem locais fechados como galpões, paióis, armazéns e casa de campo fechadas e pouco ventiladas.

Se você mora em área rural, mantenha a casa, paióis, galpões e os arredores limpos, livres de mato, entulho e lixo, dificultem o acesso do rato para dentro de casa, fechando buracos e frestas. Mantenha os alimentos em vasilhames com tampas. Não entre em locais que estejam fechados e pouco ventilados antes de proceder à limpeza conforme orientado.

Caso ache que está com sintomas da doença, o que devo fazer?

Se você notar qualquer um desses sintomas, não espere!

Procure logo a unidade de saúde mais próxima da sua casa, ou vá até o hospital.

Isto pode salvar sua vida!

Na última semana ocorreu um óbito de uma criança em um município vizinho e hoje temos 01 caso suspeito de Hantovirose em nosso município.

Siga as recomendações da cartilha com informações sobre a doença e cuide-se!

Fonte: DIVE-SC  – Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina.


Galeria Multimídia

{{grupo.nome}}
  • {{grupo.items.length - 12}}
    {{item.codGaleriaMultimidiaItem}}
Fechar